Blog

Varejista: aprendizados pós-pandemia que você precisa levar em conta

Publicado em: 21/07/2020

Não há dúvidas de que a pandemia alterou o comportamento do consumidor em vários aspectos. Esse cenário tem exigido que o varejista se aproxime ainda mais do cliente, inclusive por meio de soluções de tecnologia. Afinal, ouvi-lo e acompanhar as mudanças do seu perfil de compra são os principais caminhos para ter dados confiáveis e formatar um calendário de vendas mais alinhado ao momento, além de estratégias promocionais que agreguem mais valor à vida das pessoas.

Pensando nisso, listamos a seguir seis fatos do início desse “novo normal” que podem ajudar os líderes do varejo a tomarem melhores decisões:

 

  1. Clientes preferem lojas locais ou próximas de suas casas

Para evitar grandes deslocamentos ou apoiar os pequenos comerciantes, muitas pessoas têm preferido fazer comprar em lojas próximos as suas residências. Espera-se que, pelo menos com relação a alguns itens, esse hábito se solidifique. Se você faz parte das grandes redes, recomendamos repensar as estratégias promocionais para recuperar a atenção desse público.

 

  1. Aposte no serviço de alimentos para viagem

Com restrição de acesso a restaurantes e cafeterias, ganham vantagem os supermercados que facilitam a vida do cliente ao venderem refeições e itens de café da manhã ou da tarde prontos. Tudo devidamente embalado para viagem.

 

  1. Itens de limpeza ganham mais relevância

Dados do estudo da Visa apontam, ainda, que mais da metade dos consumidores (59%) está comprando mais itens de limpeza para a casa, se comparado ao período antes da pandemia.

 

  1. A alimentação do brasileiro mudou

Em decorrência da pandemia, o brasileiro está com novos hábitos alimentares, de acordo com estudo realizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a UFMG e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O consumo de verduras, frutas e legumes caiu 4%, enquanto registrou-se o aumento da ingestão de chocolates e outros doces, além de embutidos, hambúrgueres e congelados.

 

  1. As compras online aumentaram

De acordo com um estudo recente da Visa, 13 milhões de portadores de cartões da América Latina e do Caribe fizeram suas primeiras compras online no primeiro trimestre de 2020. A pesquisa revela que os consumidores têm sentido mais segurança para comprar online, com 39% dos entrevistados atribuindo o novo comportamento à possibilidade de evitar contato com outras pessoas. Porém, apenas 26% das pessoas consideram a compra virtual como a forma mais prática de adquirir produtos e serviços.

 

  1. As idas ao ponto físico diminuíram

Com o objetivo de evitar o contágio e seguir as recomendações dos órgãos de saúde, os clientes têm agrupado as compras para ir com menos frequência ao supermercado. Na prática, em muitos casos, isso quer dizer que o ticket médio aumentou. Dessa forma, capriche nas estratégias promocionais, mantenha o PDV organizado, higienizado e devidamente sinalizado. Garanta que o cliente tenha uma boa experiência durante a jornada de compra.

 

Como fazer cartaz de oferta de supermercado

Dentro da loja, o cartaz é o principal meio de comunicação com o cliente. Por isso, a sua produção merece atenção especial. Inclusive, nossa sugestão é que essa peça seja entendida como parte das estratégias de marketing e vendas. Não basta apenas sinalizar com o nome do item e preço. É preciso atrair a atenção do consumidor para o produto que se deseja vender, além de garantir que o cartaz seja um ponto de informação e não de confusão de dados.

Inicie a sua estratégia de produção de cartazes automatizando a ação por meio do software cartazista eletrônico. Nesse processo, não tenha receio de possíveis impactos negativos que essa inovação pode gerar na sua equipe. Afinal, como já destacamos que alguns posts anteriores, sem essa atividade manual, o seu cartazista profissional pode passar a auxiliar o seu negócio de outras maneiras. Atente-se também à razão de existirem diferentes modelos de cartazes.

Como você pode ver, é preciso manter atenção aos movimentos do novo consumidor para manter ou elevar as chances de venda. Isso, sem esquecer do constante cuidado com os desejos e necessidades também da equipe de vendas, que é o time de frente do seu negócio.

 

Contato