Blog

Cartazista eletrônico: entenda o que é e como funciona

Publicado em: 07/06/2019

Imagine a seguinte situação: após analisar os movimentos da concorrência, você, responsável pelo marketing do comércio ou varejo, se vê diante da necessidade de lançar uma oferta relâmpago em diferentes lojas. Então esbarra em alguns dilemas: será que a gráfica vai conseguir cumprir o prazo na produção dos cartazes? Vale a pena pagar a taxa de urgência? O material chegará a todas as unidades com qualidade e a tempo da divulgação?

Organizações como Magazine Luiza, Covabra, Sacolão Saúde, Leroy Merlin, Carajás Home Center, São Jorge Shopping da Construção, entre outras de pequeno, médio e grande porte, não passam por essas dores de cabeça. Nelas, todo o processo, desde a identificação da necessidade de produzir um cartaz até a exposição da peça, acontece sem interrupções e independentemente da capacidade de criação, produção e entrega da gráfica. Isso porque todas essas companhias já aderiram à solução cartazista eletrônico.

O que é?

Em uma explicação simples, cartazista eletrônico é um programa para criar cartazes de oferta, promoção, precificação e informação. Com ele, varejistas e comerciantes têm autonomia para dar sequência às suas estratégias de marketing, com rapidez e economia.

 

Prefira sempre as soluções que operam em cloud computing, ou seja, na nuvem, que garante segurança dos dados e fácil acesso às informações.  

Como funciona?

Para utilizar o cartazista eletrônico online, basta ter um dispositivo com acesso à Internet e qualquer modelo de impressora. A ferramenta é autoexplicativa, prática, dinâmica e acessível a todos permitindo:

  1. Definir a forma de venda: a vista, de…por…, parcelado etc;

  2. Escolher o tamanho do cartaz: A3, A4, A5 etc;

  3. Selecionar a campanha: Oferta, Leve mais pague menos, clube de vantagens etc.

  4. Pronto, mandar para impressora.

 

O cartaz também reflete a imagem da empresa

Já passou pela situação de, dentro de um estabelecimento de comércio ou varejo, se deparar com um cartaz feito em um papel qualquer, sem nenhum capricho ou padronização? Ações como essa desvalorizam o PDV e tendem a refletir negativamente na imagem da marca. Isso porque o cartaz é um dos principais meios de comunicação do estabelecimento com os clientes.

Ao aderir ao cartazista eletrônico, os gestores de marketing ganham mais uma ferramenta para:

  –  Atender as demandas de lojas em diferentes localidades;

  – Padronizar as promoções no ponto de vendas;

  –  Alinhar a comunicação;

  –  Diminuir os custos da área;

  – Desenvolver estratégias de marketing que ajudem a estimular vendas;

  –  Tirar a sobrecarga da equipe sem a necessidade de contratação de mais pessoas;

  –  Contar com mais opções de dinâmicas comerciais.

–    Evitar a divergência de preços entre o produto exposto e o check out.

Diante da concorrência acirrada pela atenção dos clientes, não dá para perder vendas pela falta de cartazes ou pela produção de peças que causam mais dúvidas do que informações, não é mesmo?

Contato